sábado, 30 de junho de 2012

Mini-blog de papel - Parte V

O que eu estava fazendo exatamente 19 anos antes de me casar.

No último post da nossa novelinha infantil (protagonizada por mim, diga-se de passagem), pudemos notar que a menina já dava sinais de que estava ficando uma mocinha.

Vejamos o que aconteceria dois meses depois:




"23/04/90
Diário querido

Hoje foi um dia tão legal, sabe por quê?
Porque eu dancei lambada lá na sala com meus colegas Jutaci, João e Erlon e outras colegas.
Tudo começou assim: minha colega disse que ia ter concurso de lambada e era pra levantar a mão quem quisesse. Eu, que não sou besta, levantei.
No começo, ninguém queria dançar comigo, aí eu fui dançar com minha colega e então todo mundo queria dançar comigo e disseram que eu danço muito bem.
Eu gostei e por isso vim escrever tudo em você.
Mudando de assunto, hoje é o aniversário de Brenda, minha prima, e dia 26 é o de meu primo Robson.
Eu estou fazendo a 5° série e eu estou tirando notas ótimas. 
Diário, eu quero te dizer, mais uma vez, que gosto muito de você.
Tchau"

Rá! Já viram, né? Vou arrumar confusão com o marido hoje, mas vamos lá:

Como disse antes, era uma ótima aluna, mas não chamava a atenção dos garotos. Magra demais, estudiosa demais, séria demais (eu acho). Mas eu adoraaaaaaaaaaaaaava lambada. Achava lindo aqueles dançarinos pra lá e pra cá, rodopiando e dançando, dançando... E aprendi, mas nunca tinha mesmo um par masculino. Eis que fui à forra nesse dia, mostrando a mim mesma e aos demais coleguinhas que por trás daqueles óculos também batia um coração (e um quadril!).

"Eu, que não sou besta, levantei." Morri com o assanho dessa declaração!!! Kkkkkkkkk

Quem era nascido naquela época e não lembra do Kaoma, hein? 



Ah, achei uma fotozinha daqueles tempos, magrela, de óculos, dançando em uma festa da família com uma amiguinha. Poderia estar pensando: "Meninos de 10 anos, vocês são UÓÓÓÓÓ!!!!!!"

"Chorando se foi quem um dia só te fez choraaaaar..."


13 comentários:

  1. E depois casa com um cara que nem um pra lá, um pra cá acerta.

    olha a foto do meu palitinho dançarino...

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkk eu SUUUPER dançava lambada! Tinha uma roupa linda (ridícula) que era rodada e era um sucesso!!

    Vc era ótima escrevendo no diário! O meu era cheio de códigos que hoje eu não faço a mínima idéia de alguns acontecimentos! rs

    Tinha um menino na escola chamado Kaoma! Ele era horroroso, tadinho, mas na mente infantil ele era famoso! Pop star da sala! rs
    Beijo! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Pop star! Ao menos o bichinho sabia dançar?

      Ah, tive códigos também, mas beeeem mais tarde! kkkkkk

      Obrigada pela visita, amiga, sabia que você ia super-se-indentificar!!! Hehehe

      Bjos.

      Excluir
  3. Eu só consigo olhar para seus diários e pensar: como a letra dela melhorou :).

    Gente, eu amava lambada. lembra que a gente dançava? Era ótimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabia que tem uma página no final dele em que disse "não sei como pude te escrever com uma letra tão feia"? Kkkkkk

      A gente dançava muito, Ló. Era uma de nossas brincadeiras prediletas!

      Excluir
  4. Eu com meus cinco ano ja requebrava ao som de adocica e choooooooooooooooorando se foi... #passadonegro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino os cachinhos balançando de um lado para outro. Fofa!

      Excluir
  5. CARMINHA BITTENCOURT1 de julho de 2012 09:04

    Lacinho nos cabelos, lencinho na cintura. Toda estilosa essa gatinha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorava esse lenço, lembra? E o pompom rosa também! Mas dá saudade mesmo é da barriguinha chapada! Hihihi

      Excluir
    2. Essa parte da barriguinha chapada também queria de volta...rsrsrsrs.

      E, se voltassemos a dançar lambada, em????

      Excluir
  6. kkkkk...amiga, viajei!!!
    Eu também fui adepta da lambada e claro que dancei algumas vezes...rsrsrrss. Em algumas nada de par masculino, mas o tempo passou e em alguns momentos tive bons pares masculinos...mas, tal como você, casei com um que mal faz um para cá um para lá....rsrsrsrs.

    Beijos cheios de saudades.

    ResponderExcluir

E você, o que achou? Comente aqui:

Outbrain